Ambulatório de Especialidades realizou mais de 19 mil consultas desde o início da quarentena

Desde o início da quarentena em Barueri, formalizada pelo decreto 9.112, de 21 de março de 2020, vários serviços tiveram de ser temporariamente suspensos como medida de prevenção contra o novo coronavírus. No entanto, as consultas médicas com especialistas nunca foram interrompidas pela rede de saúde.


A equipe do Ambulatório de Especialidades, ligado à Coordenadoria de Atenção Especializada da Secretaria de Saúde do município, manteve todas as consultas médicas que já estavam agendadas. Da metade de março até a metade de maio, o Ambulatório realizou 19.119 atendimentos nas 29 diferentes modalidades disponíveis no equipamento.


A neurologia foi um dos setores mais agitados, totalizando 2.067 atendimentos; o número vai para 2.433 quando acrescidas as consultas de neurologia infantil. A endocrinologia adulto e a infantil vêm logo atrás com 1.902 atendimentos. Ortopedia e traumatologia somam 1.822 consultas realizadas. Otorrinolaringologia, pneumologia, oftalmologia, cardiologia, urologia e dermatologia também estiveram bem ocupadas, somando 6.881 consultas, dentre várias outras especialidades.


“Nós nunca paramos de atender. Estamos atendendo todas as consultas de retorno que estavam agendadas. Funcionamos com uma agenda de 90 dias, em março tínhamos consultas agendadas até junho e essas consultas estão sendo realizadas normalmente”, ressalta a coordenadora da unidade, Juliana Pinto Pacheco.


Juliana explica que os médicos que não pertencem a nenhum grupo de risco seguiram trabalhando sem interrupção. A assistência tomou o cuidado de estabelecer um acompanhamento à distância dos pacientes pertencentes a grupos de risco. “Quando o paciente é do grupo de risco vem um familiar nos relatar como ele está e qual necessidade ele tem no momento”, conta ela. O cuidado é necessário para evitar que essas pessoas se exponham à Covid-19.


Uma equipe multidisciplinar também está se dedicando ao teleatendimento, que monitora por meio de ligações telefônicas os pacientes com maiores prioridades, como os doentes crônicos, por exemplo. “Orientamos como devem proceder durante a pandemia, se devem vir ao ambulatório ou não, verificamos a necessidade de trocar receita, se está estabilizado, se tem sintomas novos”, detalha a coordenadora. Pacientes da unidade com suspeita ou confirmação de coronavírus também têm sido monitorados com ligações da equipe a cada 48 horas.


Assim que as Unidades Básicas de Saúde (UBSs) retomarem os atendimentos de clínica geral, o que deve ocorrer em breve, serão reabertas novas consultas especializadas no Ambulatório, já que essas dependem do encaminhamento clínico.

© 2020  Prefeitura de Barueri. Todos os direitos reservados.