Relacionamento abusivo é tema de lives transmitidas pela Secretaria da Mulher

O número de casos de prisões em flagrante por violência doméstica em meio à pandemia aumentou 51% e teve um acréscimo de 23% no número de pedidos de medidas protetivas, segundo o Ministério Público do Estado de São Paulo. Estes dados espelham uma triste realidade de mulheres que já sofrem com relacionamento abusivo e que se agrava no confinamento.


Pensando em prevenir o surgimento de novos casos, no Mês dos Namorados, a Secretaria da Mulher tem como tema central de suas lives o relacionamento abusivo, assunto que é destrinchado por especialistas e que ainda conta com relato de vítimas.


No dia 8, a psicóloga Maria Sonia Borda falou sobre o tema amor e posse. “Os sentimentos possessivos” vão ao encontro da baixa autoestima, da insegurança. A pessoa perde a sua identidade e é autoritária. Um relacionamento com uma pessoa possessiva faz com que você seja um objeto da satisfação das necessidades básicas”, explica.


Na terça-feira (dia 9), a advogada e coordenadora do Grupo de Trabalho de Enfrentamento à Violência de Gênero da OAB do Rio de Janeiro, Marílha Boldt, contou sobre a sua experiência em um bate-papo com a psicóloga da Secretaria da Mulher, Joana Rodrigues, sobre superação da violência doméstica.


“O não julgamento da mulher que vive em situação de violência é primordial. A sociedade culpabiliza a vítima. Quando se tem uma pessoa de confiança que você pode falar e não ser julgada, já ajuda muito, porque quando você fala, você enfrenta aquilo que está sentindo e encontra saída”, compartilhou a advogada.


O assunto continuou na quarta-feira (dia 10) na live sobre “Relacionamento sem crise na pandemia: se amar acima de tudo”, na qual a psicóloga Betania Soares explanou sobre isolamento emocional. 


“Existem terrenos emocionais que se transformam em muros. Parece que esses muros estão te protegendo, mas na verdade tornam a pessoa inacessível. Muitas pessoas sentem que não são vistas por causa desse isolamento, isso afeta a autoestima”, exemplifica a especialista.


Essas e outras postagens que tratam sobre relacionamentos fazem parte de um cronograma especial para o Mês dos Namorados (celebrado em 12 de junho). Todas as lives estão disponíveis no Facebook ou no Instagram.

© 2020  Prefeitura de Barueri. Todos os direitos reservados.